Cat-1

Cat-2

Cat-3

Cat-4



Você já deve ter notado que a palavra "podcast" é recorrente por aqui. Mas você sabe do que estamos falando? Afinal, o que é um podcast?

"Podcast" é a junção de "iPod" com "broadcasting" e surgiu para denominar uma forma de distribuir arquivos de áudio (embora também exista podcast em vídeo) em demanda para ser escutados nos iPods, em 2004. Explico: o "podcasting" é uma forma de transmissão desses arquivos para "assinantes", através da tecnologia do feed RSS, ou seja: você se interessa por determinado conteúdo, assina o "feed" através de algum programa agregador e, sempre que um novo conteúdo for publicado, você receberá automaticamente, sem a necessidade de buscá-lo pela segunda vez.

É como uma assinatura de revista: você se interessa pelo que a revista "X" oferece, a ponto de querer recebê-la em casa sempre que uma nova edição sair. Ela vem pelos correios e chega até sua caixa de cartas. No caso, o podcast é a revista, o feed contém as informações que viabilizarão o envio, da editora até sua casa, e o agregador é a sua caixa de correio. Com a ótima diferença que, ao contrário da revista, você não paga um centavo sequer pela assinatura do podcast.

Existem centenas de podcasts atualmente, sobre os mais variados temas: de assuntos nerds, passando por esportes, política, direito, história, viagens, línguas, áudio dramas, ciência, livros e, claro, música! Essa é a nossa praia. Existem também muitos formatos de podcast. O mais popular é o tipo "conversa de boteco": um bate-papo descontraído, com vários participantes, abordando o tema. Mas também há os de um participante só, priorizando o conteúdo, os roteirizados e os que lembram as radionovelas, mas modernizadas e abusando dos recursos do estéreo.

Qual a principal vantagem do podcast? Simples! A possibilidade de você ouvir quando e como quiser, e quantas vezes quiser. Apesar de ser constantemente comparado com o rádio, o podcast traz características únicas: 1) a total liberdade para abordar qualquer tema (o que já não se vê no rádio há tempos, se é que já se viu algum dia); 2) a ausência do "ao vivo": o podcast é transmitido por feed em arquivo de áudio, geralmente MP3, logo, ouviremos sempre algo que foi produzido anteriormente; 3) o rádio exige que VOCÊ se adapte aos seus horários. Se você perde um programa, terá de se contentar, esperar uma retransmissão posterior ou... Esperar que a emissora lance o programa sob a forma de PODCAST.

O podcast é unanimidade num ponto: torna úteis e construtivos momentos chatos e desagradáveis, como lavar uma montanha de louça, ficar horas plantado numa fila de banco ou num congestionamento. Lembrando, com a vantagem de VOCÊ ser o senhor do que escuta. Basta juntar alguns episódios selecionados em seu smartphone para terminar o dia como alguém mais culto ou atualizado sobre determinado tema. Um tema que VOCÊ escolheu e realmente se interessa. É algo viciante: Quando você se habitua, não consegue mais fazer algo assim sem um bom episódio de podcast no fone, e certas situações até mesmo deixam de ser desagradáveis.

E o tal agregador? Sim, é simples: existem alguns programas e apps com a função de assinar feeds de podcast. O mais conhecido é o iTunes, da Apple, que mantém, na iTunes Store, uma grande quantidade de podcasts, em várias línguas, para que você assine. No iPhone, iPad ou iPod há o app específico para ouvir podcasts. Em outros sistemas há uma infinidade de agregadores. Além do iTunes eu uso o brasileiro WeCast e o TuneIn. O mecanismo é simples: cada podcast tem seu link com o endereço do feed. Basta copiar e colar num dos agregadores, ou mesmo procurá-los pelo nome. Boa parte dos podcasts brasileiros possui seu próprio site, com um player para cada episódio.

Algo importante: a mídia podcast tem por característica a presença do feed, um arquivo XML, hospedado em qualquer plataforma online, contendo códigos com informações sobre o podcast e cada um de seus episódios. É como um mapa da mina para os agregadores conseguirem trazê-lo até você de forma rápida e descomplicada. Logo, não é qualquer arquivo em MP3 baixado da internet que pode ser chamado de podcast, mesmo que seja um programa legal com todas as características de um: se não há feed, não é um podcast. Basicamente isso. É um conceito técnico e muito claro. Podcast é aquele que pode ser ASSINADO, justamente pela existência do feed. Você vai atrás dele uma vez, assina, e daí em diante ele é quem irá até você.

Justamente por isso, temos a seção "podcasts e retransmissões" aqui no site: nem todos possuem feed, e só os que têm são podcasts. Agora que você já tem uma ideia do que é um podcast, fique à vontade para pesquisar vários por aí. Em pouco tempo perceberá o quanto seus conhecimentos aumentaram sobre vários assuntos, e como seus dias passaram a ser mais produtivos. O podcast é um ótimo companheiro e nos torna melhores. Comece já a ouvir e, quem sabe, logo logo você também não resolverá criar o seu... Foi exatamente o que fizemos. A propósito, já assinou o BLUEZinada! Podcast?


Algumas sugestões:

Mundo Podcast (tudo sobre podcasts, agregadores e a podosfera em geral)
TemaCast (ótimo podcast sobre história, biografias e cultura em geral)
Na Porteira Cast (um dos melhores podcasts sobre os mais variados temas. Infelizmente encerrou suas atividades em 2016)
Rádiofobia Classics (cada episódio é uma biografia de algum músico ou banda, acompanhada por músicas)
Café Brasil ("iscas intelectuais" para enxergar o mundo de forma mais atenta)
GVCast (podcast sobre empreendorismo do site Geração de Valor)
Beercast (podcast sobre cerveja)
Escriba Café (casos misteriosos da história da humanidade com uma ótima ambientação)
Livrocast (para amantes da leitura)
Aerocast (podcast para amantes da aviação)









...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Publicado por I. Malforea

BLUEZinada! é uma zine produzida pela Distintivo Blue e distribuída gratuitamente, desde 2011. Saiba mais sobre a banda:

Nenhum comentário

Comente aqui embaixo:

Leia!

Ouça!

Assista!

Cat-5

Cat-6