Cat-1

Cat-2

Cat-3

Cat-4

» » » » » » » Igor Prado Band, com Raphael Wressnig e J. J. Jackson, por Marcelo Davera


11/03/2017, Sesc Belenzinho, São Paulo. Apesar de muito jovem, Igor Prado já possui uma carreira impressionante e é um grande nome do blues. Com seu talento reconhecido por gente que entende do assunto e indicado a prêmios renomados no exterior, Igor já tocou e gravou com grandes nomes do gênero e participou de festivais importantes de blues pelo mundo. Ao lado do extraordinário organista austríaco Raphael Wressnig, Igor e sua banda – formada pelo irmão Yuri Prado na bateria e Rodrigo Mantovani no baixo – subiram ao palco do Sesc Belenzinho para apresentar o álbum Soul Connection.




Abriram o show com “Young Girl”, clássico de Rudy Toombs, seguida da incrível “Mustard Greens“, mostrando que estavam ali para fazer todo mundo pular. Esta composição de Raphael Wressnig parece ter sido feita há décadas de tão calcada no que já se fez de melhor no gênero. Com seu órgão Hammond plugado em uma caixa Leslie, o cara mostra que bebeu das melhores fontes do Rhythm ‘n’ Blues e do Soul.



Depois de “The face slap swing n.5” e mais uma instrumental, chamaram ao palco o cantor norteamericano J. J. Jackson e mandaram os clássicos do R’n’B “Trying to live my life without you” (famosa na interpretação de Otis Clay), “Home at last” e “Suffering with the blues” (Todas de 1956, o que dá uma boa ideia de onde está a cabeça dos caras). Jackson é um showman de grande simpatia e excelente voz que vive no Brasil desde os anos 90 e falou com a plateia em português o show inteiro.


Depois de cantar “Don’t cry no more” (esta é mais novinha, de 1960), Jackson deixou o palco para que a banda executasse mais um par de instrumentais, um shuffle e a sensacional “It’s your thing”.


A cozinha que acompanha Igor e Raphael é excelente, especialmente o baixista Rodrigo Mantovani, com as linhas pulsantes e gordas que extraiu de seu velho baixo Kay.


Já no final do show, J. J. Jackson volta ao palco para cantar “Turning Point”, de Tyrone Davis, que tem uma ótima linha de baixo, e “Stand by me”, música que o cantor geralmente usa para terminar seus shows, recheada de mensagens de paz e amor dirigidas por Jackson à plateia.


Os álbuns de Igor Prado podem ser encontrados em plataformas de streaming e também no You Tube, onde você encontra inclusive suas aparições em programas de televisão. Agenda de shows e maiores informações sobre sua carreira estão em sua página do Facebook. Raphael Wressnig também tem bastante material na plataforma de vídeo do Google, inclusive umas performances incendiárias ao vivo como a de “It’s your thing”. J. J. Jackson tem um website bem montado e também uma página no Facebook onde se pode ter bastante informação sobre sua agenda e carreira.

Para mais fotos deste show, dê uma olhada no álbum (30 fotos) que coloquei em minha conta do Flickr.



Marcelo Davera vive em São Paulo-SP. Apaixonado por fotografia, tem predileção especial por street photography, concertos musicais e minimalismo. Em seu blog, Fotografista, publica algumas das suas melhores capturas em shows, acompanhadas por textos sobre as apresentações, para que o leitor conheça melhor o artista e o busque por conta própria.






...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Publicado por I. Malforea

BLUEZinada! é uma zine produzida pela Distintivo Blue e distribuída gratuitamente, desde 2011. Saiba mais sobre a banda:

Nenhum comentário

Comente aqui embaixo:

Leia!

Ouça!

Assista!

Cat-5

Cat-6