Cat-1

Cat-2

Cat-3

Cat-4

» » » » O primeiro set list / repertório de Blues


Às vezes a paixão bate forte e não restam outras alternativas, é hora de começar a juntar a rapaziada e começar uma banda para fazer um som. Mas é nessa hora que surge a primeira tarefa, comemorar com um bom churrasco digo, é preciso definir o primeiro set list / repertório de blues.

Minhas considerações iniciais para definir o primeiro set list / repertório de blues

Leve em conta o grau de dificuldade de cada canção.
Às vezes é importante levar em conta o nível musical de cada um, principalmente no inglês de quem vai cantar, do baking vocal ao vocalista. Escolher as canções aleatoriamente e mandar o cabra fazer um curso de inglês não é atitude de brother, salvo as devidas exceções como por exemplo: quando cada músico já está faturando seus R$ 1.000,00 de cachê por show. Caso a realidade ainda não seja essa, é importante levar em conta as limitações financeiras da banda, a realidade cultural da Terra de Santa Cruz.

Toque coisas que você ouve.
O primeiro set list / repertório de blues deve ser familiar, pois tocar o que você ouve contribui para a qualidade do show, quando você conhece as canções do set list tudo fica mais fácil. E uma das características mais importantes para quem está de frente para o palco, sem dúvida é o entrosamento da banda. A naturalidade, a alegria, o prazer em tocar sem dúvida são as características que convencem o público.

Não é hora de se rotular.
Muita gente comete esse erro já de cara, mal começaram a ensaiar e já vem um colega ingênuo ou mal intencionado querendo rotular a banda. Dentro do próprio blues existem uma série de eras e estilos então não se prenda a rótulos, experimente o que cai melhor para a banda, lapide sua proposta fazendo experimentos, pinçando estilos diferentes, levando em conta a excelência do primeiro set list / repertório de blues.

Ensaie e depois vá atrás de shows.
O erro fatal, ensaiar depois de um show marcado, se você não tem 10 anos de palco, não cometa esse erro de principiante. É importante investir no entrosamento da banda e depois correr atrás de alguns shows experimentais para pôr em prática o primeiro set list / repertório de blues.

Dê uma olhada no que está rolando
Se você não tem experiência de palco ou de produção musical vou lhe contar um segredo: nem sempre uma canção original de estúdio dá certo ao vivo por isso, é bem interessante procurar registros ao vivo das canções que você pretende escolher para o seu set list.


Definindo o primeiro set list / repertório
Se você chegou aqui procurando uma sugestão para o seu primeiro set list / repertório de blues, é agora que eu falarei sobre isso, seguem algumas sugestões:

O tradicional shuffle
Já comecei de cara falando sobre o shuffle, pois se a banda é de blues têm que tocar pelo menos um shuffle no show como por exemplo as canções;

– Sweet Home Chicago
– Bright Lights Big City
– Dust My Broom
– I just wanna make love to you e key to the highway.

Soul blues
O blues ideal para requebrar o esqueleto:

– If you love like you say
– Mustang Sally
– Get out my life woman
– The thrill is gone

Slow Blues
Alguns chamam de blues arrastado ou lento:

– She’s nineteen years old
– Hoochie coochie man
– Walking blues
– I`Cant Quit You Baby

Boogie
Algumas das canções que eu exemplificarei aqui não são consideradas Boogie de fato, mas levando em conta a sua semelhança rítmica, vamos lá:

– Trouble No More
– John Lee Hooker – Boom Boom
– Howlin’ Wolf Boogie
– Down In The Bottom




Instrumentais
Para quem está começando, é indispensável inserir alguns instrumentais no repertório, geralmente o público gosta muito. E para ajudá-los com essa tarefa eu quero recomendar não apenas um álbum, mas dois álbuns instrumentais do grande Freddie (o cara) King, Let’s Hide Away and Dance Away With e Bonanza of Instrumentals.






Blues fora da caixa
Houve uma fase na história do blues que eu considero muito rica e inovadora, mas desprezada pelos mais radicais e apreciada por caras assim como eu, as décadas de 1960 e 1970. Seguem algumas das minhas preferências:

– B B King – King Size


- Freddie King - Burglar


– Freddie King – Woman Across The River



– Muddy Waters – Electric Mud



– Shuggie Otis – Freedom Flights



Pontos Importantes no primeiro set list / repertório de Blues

1 – Objetivo do show 
As pessoas saem de casa para se divertir, viver um momento descontraído, dar umas risadas, cantar com a banda e se divertir. Então, pense nisso na hora de escolher o set list. Vá a shows, assista a vídeos, observe a dinâmica da banda, dê sentimento as canções, saiba como conduzir o público. Tenha em mente que às vezes eles querem apenas ouvir a banda tocar, tomar uma cerveja artesanal e conversar sobre a vida.

2 – Um repertório acessível sempre cai bem
Sei que você adora tocar aquela canção que a gente chama de “lado b”, músicas que ninguém conhece, aqueles artistas de dois fãs sendo que um é você. Mas, saiba que para retornar a casa é preciso que você seja familiar aos clientes. Por isso, ser criativo é um tempero importante para o set list. Tocar um Beatles (que todo mundo conhece) numa levada blues não vai macular a sua trajetória.

Bem, espero que eu tenha contribuído, desejo a você sucesso na caminhada e muitas histórias para contar.


Ari Frello é guitarrista, violonista, gaitista, cantor, compositor, produtor musical e professor de música. Está na estrada desde 2008 e se tornou conhecido por seu trabalho como "One Man Band". Já lançou três álbuns autorais e divulga seu mais recente, Ari Frello One Man Band Take 01, com suas versões de clássicos.
Site Oficial Facebook Instagram | YouTube | Lista de posts aqui no site





...
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Publicado por I. Malforea

BLUEZinada! é uma zine produzida pela Distintivo Blue e distribuída gratuitamente, desde 2011. Saiba mais sobre a banda:

Nenhum comentário

Comente aqui embaixo:

Leia!

Ouça!

Assista!

Cat-5

Cat-6